Lucerne - Swiss

01:02:00


Ponte da Capela


Conheci  a cidade de Lucerna, na Suíça, pelas mãos de uma Colombiana moradora há mais de 25 anos desta encantadora e fria cidade. Foi no último mês de outubro, quando fui a Itália e Portugal.

Essa colombiana é cunhada da tia do meu marido (ufa!) e trabalha em uma fábrica de produtos cirúrgicos cardiológicos.

Como toda imigrante, ela trabalha duro e tem o maior orgulho de já ter formado os dois filhos, e que estão muito bem encaminhados.

Saimos de Limone de Garda, na região de Lombardia, província de Bréscia na Itália (já falei dessa região em outro post), com destino a cidade de Lucerna na Suíça.

Com um GPS um tanto quanto confuso, e um mapa nas mãos pegamos a autoestrada.


Auto estrada Itália x Suíça
No trajeto passamos por 50 túneis (contados, juro).  Alguns curtos, outros longos.  O túnel de São Gottardo, por exemplo, é o terceiro maior túnel do mundo. Ele foi inaugurado em 1980 e possui mais de 16km de extensão. Entramos nele com o sol se pondo, e ao sair já estava escuro.

Nas estradas, que são um verdadeiro tapete, um visual deslumbrante, cheio de muitos lagos e montanhas.

Saimos de Limone às 4hs da tarde e chegamos a Lucerna às 8hs da noite.

Chegando na cidade vimos a organização das ruas com ciclovias, pedestres, trens e carros separados por faixas.

Nos hospedamos no hotel Monopol, que fica muito bem localizado, ao lado da principal estação ferroviária e bem próximo do lago. Mas confesso que esse hotel foi "um achado no escuro". Não tínhamos reserva, pois a intenção era de ficar na casa da tia colombiana. Porém como estávamos com celular sem bateria, cansados, com criança com fome (e nós também) e com um GPS caducando a toda hora, procuramos um hotel onde pudessemos nos recompor dignamente. O triste foi compreender o inglês com sotaque Francês-Alemão, ou coisa parecida. Mas tudo bem, passei por mais essa experiência.
Hotel Monopol

No outro dia, com o tempo bastante fechado, fomos recebidos com uma café da manhã seguido de almoço por nossa afitriã. 
Vista parcial do lago

Passeamos pela cidade, podendo conhecer um pouco melhor sua estrutura. Fomos às compras, o que não vale muito a pena, considerando que a moeda franco-suíço é cara. Mas o bom e velho chocolate não podia faltar né.
Todas com sacolinhas de chocolates nas mãos

Gostaria de ter conhecido o Monte Pilatus, que fica bem próximo e pode ser visto de toda a cidade de Lucerna. Mas como o tempo estava fechado, não ia valer a pena subir no Monte. Fica para a próxima.

Só fiquei chataeada que o pessoal da fronteira dos dois países não nos parou.

Queria tanto um carimbo Suíço no meu passaporte...
Fronteira

Fica agora as boas lembranças e as saudades da "tia" que se mostrou bastante emotiva em nossa despedida.

Você poderá gostar também de

1 comentários

  1. Puxa odeio quando não carimbam o passaporte. #odiomortal

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário!

Postagens Populares

Like us on Facebook

Flickr Images