Que caos aéreo que nada

09:51:00


Andei lendo algumas reportagens sobre companhias aéreas orientais e européias que investem pesado no glamour e no luxo, trazendo a tona a lembrança dos velhos tempos onde voar não era para qualquer um.

Hoje em dia, com a popularização da aviação vemos o quão grande é a insatisfação de muitos: Comidas péssimas e poltronas sem conforto algum.

Para pagar menos para uma viagem aos EUA, por exemplo, empresas como Continental e American oferecem aviões sucateados e poltronas sem inclinação.

A Tam já está de olho nessa onda do pagar mais, oferecendo vôos a países americanos e europeus, onde a classe econômica é um pouco mais confortável, com opções de jogos, vídeos e filmes nos assentos. O preço é mais salgado que as demais cias, porém uma viagem de 12 horas acaba sendo menos cansativa e mais atrativa.

Mas voltando ao luxo e glamour das empresas orientais e européias, a riqueza dos detalhes (e põe riqueza nisso!) fica por conta de mantas e louças Givenchy, cremes e perfumes Bulgari, TV de 23 polegadas com mais de 1000 canais em diversos idiomas, cardápios assinados por chefs estrelados, cartas de vinhos renomados, poltronas de couro e tapetes felpudos. Na Emirates (a chique da vez), cada passageiro tem sua própria cabine, além é claro, de todas as regalias citadas. É pagar por luxo!

Só sei que eu gostaria (e muito) desses privilégios em vôozinho doméstico, quem sabe!



Você poderá gostar também de

1 comentários

Obrigado pelo seu comentário!

Postagens Populares

Like us on Facebook

Flickr Images