Essa é a história de uma linda história de amor. Que me contaram e agora eu vou contar.

16:50:00



Essa é a história de um casal amigo meu (?) que vivia em um bairro de classe média baixa.

Moravam em um apartamento de 3 quartos e tinham em seu convívio a presença de duas cachorrinhas.

O casal, casado de pouco, ainda não pensava em ter filhos.

Duas ou três vezes por semana, eles se sentavam na varanda a degustar uma, duas, três garrafas de cerveja. E sempre que isso acontecia o papo varava madrugada a fora.

Um dia perceberam que um som, não muito distante, estava presente nessas conversas. O som vinha de alguma casa vizinha, mas eles não conseguiam distinguir o local exato. Mas o som era bom: Mesclava pop nacional com rocks consagrados. E assim o papo e as cervejas desciam iam de vento em popa.

Um dia a esposa notou a demora do marido em retornar para casa. Era um sábado a tarde. Ela estava a espera do digníssimo, com cerveja no congelador e azeitonas (com caroço) na petisqueira. E nada do marido chegar!

Naquela época celular era para poucos! E ela não tinha como contactá-lo.

Horas se passaram e ela já estava na varanda tomando a cerveja (que não estava mais gelada) e jogando as azeitonas do alto do terceiro andar para baixo, doida pra acertar alguém, tamanha era a raiva pela demora do esposo.

Finalmente o dito cujo chega:

- Aonde você estava? Estou te esperando até agora...

- Você não me ouviu?

- Como assim?

- Eu estava tocando com a banda.

- A banda que escutamos todas as noites daqui da varanda?

- Isso mesmo... Fui ao encontro do som e achei a casa. Passei no posto, comprei cerveja e cheguei até o local. Toquei a campainha e perguntei: 'Foi daqui que pediram cerveja?' E responderam: 'Não!' Mesmo assim eu pedi licença e subi até o terraço com a caixa de cerveja nas mãos. Quando cheguei a banda parou de tocar e o silencio reinou. Expliquei que sempre escuto o som deles e que queria ouvir um pouco de música. Eles me deixaram ficar e até cantei 'Se meus joelhos não doessem mais' em sua homenagem, meu amor, você não ouviu?

- Não... Mas e depois?

- Depois eu descobri que eles não bebem...

Moral da história: Espere o marido chegar e verá que ele tem sempre uma boa desculpa pra te dar!!!


"Esta é uma obra de ficção, qualquer semelhança com nomes, pessoas, fatos ou situações (não) terá sido mera coincidência”







 

Você poderá gostar também de

2 comentários

  1. Dani,vc é muito divertida.gosto d++++++
    Eu desativei por uns tempos o face.Vou sentir falta dos coment engraçados e diretos.
    Mas tô por aqui ,sempre visitando seu blog.
    Bjãaao!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Marta... to sentindo sua falta!!!

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário!

Postagens Populares

Like us on Facebook

Flickr Images